Nasce o Movimento Espírita Federativo Estadual no Ceará


CRONOLOGIA ILUSTRADA DO GEAP

1930 - 1939


Praça do Ferreira na década de 1930

1930
Prof. Euclides Vasconcelos César é eleito no dia 26 de julho presidente do GEAP para o período de 1930/31.


1931
José Borges dos Santos é eleito no dia 26 de julho pela 1ª vez presidente do GEAP no período de 1931/32.

    Prof. Euclides César            José Borges dos Santos
1932
Antônio Alves de Linhares, um dos fundadores do GEAP, passa a residir em São Paulo.

José Borges dos Santos é reeleito presidente do GEAP no dia 26 de julho para o período de 1932/33.

O português Secundino Ferreira Passos inicia em sua residência (Fortaleza) uma série de reuniões mediúnicas e doutrinárias onde conhece o seu patrício José Borges dos Santos e Manoel Coelho da Silva.


1933
No dia 14 de março é fundada a Liga Espírita Léon Denis por José Borges, Manoel Coelho da Silva, José Feliciano e diretoria do GEAP.

No dia 16 de março é fundado o Grupo Espírita Allan Kardec, dentre os fundadores encontram-se José Borges, José Feliciano e diretoria do GEAP.

No dia 7 de abril desencarna na cidade de São Paulo, Antônio Alves de Linhares (fundador do GEAP)aos 44 anos.
Antônio Alves de Linhares
No dia 26 de julho Manoel Coelho da Silva (Manduca Coelho) é eleito presidente do GEAP para o período de 1933/34.





Manoel Coelho da Silva
No dia 22 de novembro é adquirido o terreno (pertencente ao próprio Manduca Coelho) para a construção da sede do GEAP.

O grande tribuno espírita Ivon Costa (1898-1934)  faz conferências em Fortaleza, uma delas proferida na Praça do Ferreira. Foi o primeiro grande tribuno espírita brasileiro que viajou à Europa para divulgar o Espiritismo. Dotado de invejável dom de oratória, belíssima voz, arrebatava os auditórios pelo seu conhecimento evangélico-doutrinário.
Dr. Ivon Costa
1934
Ivon Costa desencarna em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, no dia 9 de janeiro, com 35 anos de idade.
Dr. Ivon Costa
No dia 16 de março é fundado o Grupo Espírita Deus, Amor e Caridade seu primeiro presidente foi Francisco Cipaúba.


No dia 22 de abril Manoel Coelho da Silva (Presidente do GEAP) com José Feliciano da Silva e Secundino Ferreira Passos, compôs no Centro Espírita Cearense a diretoria da Junta Consultiva Espírita, constituída dos presidentes dos centros espíritas de Fortaleza, a qual tinha por objetivo promover a divulgação doutrinária, prestando todo apoio possível a Federação Espírita Brasileira.

Secundino Ferreira Passos é eleito presidente do GEAP no dia 26 de julho para o período de 1934/35, e graças aos seus esforços, é construído a sede social. Nos anos 50 Secundino será um dos grandes divulgadores e financiador do Esperanto no Ceará.
Secundino Ferreira Passos
Nasce Orlando Borges dos Santos no dia 16 de agosto.
Orlando Borges





No dia 27 de outubro é eleita e empossada a diretoria do C.E. Ismael, Caridade e Luz sendo Maria José Costa Lima sua presidente.


1935

José Feliciano da Silva funda o Centro Espírita Pedro, o Apóstolo de Jesus no dia 1º de janeiro, dentre outros diretores encontram-se: Manoel Coelho da Silva (Vice), Joaquim Manoel de Carvalho e José Borges dos Santos.


Segundo mandato de Manoel Coelho da Silva como presidente do GEAP para o período de 26/07/1935 a 26/07/1936.

No dia 25 de agosto ocorreu a solenidade de inauguração da sede social do GEAP na Av. Tristão Gonçalves, 1695, evento divulgado na imprensa local através do periódico Jornal oPovo.
Antiga fachada da sede social do GEAP
1936
No dia 13 de abril é criado o Caixa Funerário, que objetiva auxiliar nas despesas e homenagear os confrades que viessem a desencarnar.

Em junho, José Feliciano, José Borges e Diretoria do GEAP transferem o Centro Espírita Pedro, o Apóstolo de Jesus para a Praia de Iracema. E no mesmo mês Feliciano por designação da diretoria do GEAP assume a presidência do Centro.

No dia 26 de junho com o salão totalmente lotado, inclusive com os representantes de todos os Grupos Espíritas de Fortaleza, José Borges dos Santos assumiu a presidência da Reunião de Assembléia Geral Eleitoral que elegeu e deu posse ao terceiro mandato de Manoel Coelho da Silva como presidente do GEAP para o período de 26/07/1936 a 26/07/1937. Nesta mesma data José Borges assume a direção da Caixa Funerária.

No dia 9 de agosto José Feliciano da Silva propõe a criação das aulas de catecismo para crianças na sede do GEAP. A proposta foi aprovada e Feliciano designado Diretor da Escola de Catecismo Antônio Alves de Linhares, a primeira aula ocorreu no dia 16 de agosto, domingo pela manhã. As crianças também são alfabetizadas nesta escola.

No dia 23 de agosto Antônio Izaías de Jesus solicita um livro para registro de Batismo. A diretoria aprova o registro no próprio livro de Ata da Diretoria. As reuniões de diretoria ocorriam às 17 horas.

                                                Feliciano da Silva           Antônio Izaías de Jesus

No dia 13 de setembro José Feliciano lendo trechos do estatuto do GEAP sugere a nomeação de uma comissão para a aplicação do passe. A direção aprova a sugestão e denomina de “Comissão de Caridade”.

1937
No dia 31 de janeiro é empossada a primeira diretoria do C.E. Pedro, o Apóstolo de Jesus, mantendo José Feliciano como seu presidente.

No dia 14 de fevereiro Joaquim Manoel de Carvalho faz a entrega do “Estandarte” destinado ao Caixa Funerário. José Borges dos Santos foi o encarregado de confeccionar o “estandarte”. Nesta data José Borges é nomeado a fazer os reparos no prédio da sede em face do inverno que se avizinha.

No dia 28 de março, José Borges propõe uma comissão permanente para visitar continuamente os centros espíritas existentes em Fortaleza, à época, esta comissão ficou conhecida como CARAVANA AURORA REDENTORA.

Antônio Baltazar de Souza (Diretor adjunto do GEAP) desencarna em março e Rafael Cabral preenche o cargo vago.

No dia 27 de junho o saldo líquido do Grupo é de 1.581$400 (um conto, quinhentos e oitenta e um mil e quatrocentos reis).

José Bezerra Filho é eleito presidente do GEAP para o período de 1937/38 no dia 26 e julho.

No dia 8 de agosto é constituída a Comissão de Caridade.

No dia 22 de agosto José Borges entrega a presidência do Caixa Funerário. Só poderiam ser sócios do Caixa Funerário pessoas com até 60 anos de idade. A partir deste mês as arrecadações do Caixa são depositadas em banco.
                                                                                                                                                                                                                                        
No dia 22 de agosto é constituída uma comissão para visitar Manuel Soares da Cunha presidente do Centro Espírita Cearense que encontra-se gravemente enfermo.


Na sessão de diretoria do GEAP do dia 12 de setembro é comunicado o desencarne de Manuel Cunha ocorrida no dia 5 do mesmo mês.

                                        
No dia 29 de outubro o GEAP é obrigado a fechar suas portas por conta das perseguições do Estado Novo, permanecendo fechado durante os 68 dias seguintes.

No dia 10 de novembro Getúlio Vargas dá o Golpe de Estado no Brasil.                                                                                                                    
1938

No dia 6 de janeiro é reaberto os trabalhos do GEAP após a paralisação por 68 (sessenta e oito dias) o Dr. Luiz de Oliveira Junior faz um discurso explicando como demonstrou às autoridades a natureza caritativa e espiritual desta entidade, conseguindo em conseqüência ao apelo a liberação para que o Grupo voltasse a funcionar normalmente. Nesta mesma sessão o espírito Antônio Alves de Linhares, dita uma importante instrução alusiva à reabertura do “Grupo”.

No dia 26 de julho Manoel Coelho Freire é eleito presidente do GEAP para o período de 1938/39.

No dia 3 de outubro é fundado o Centro Espírita Joana D’Arc.


1939
No dia 9 de abril Manduca fala da futura fundação da Federação Espírita Cearense.
Manduca Coelho


Manoel Coelho da Silva é eleito pela quarta vez presidente do GEAP para o período de 1939/40.



Às 16 horas do dia 6 de agosto é fundada a Confederação Espírita Cearense. Manoel Coelho da Silva é eleito o seu primeiro presidente. A partir desta data o presidente da Confederação e sua diretoria é a mesma do GEAP.


No dia 13 de agosto a Confederação aprova a filiação da mesma a Federação Espírita Brasileira - FEB.


No dia 22 de outubro a Federação Espírita Brasileira faz exigências às quais a Confederação não aceita. Manduca Coelho sugere a colocação no Salão de Honra da Confederação os retratos dos sócios fundadores e personalidades de destaque.


Durante as reuniões de diretoria eram tratados assuntos referentes: a) Visitações aos centros espíritas; b) Catecismo; c) Biblioteca; d) Caixa Funerário; e) Batismos; f) Propostas para sócios; g) Balancetes; h) Expediente (correspondências); i) Formação de comissões para visitações (centros, enfermos, solenidades, etc.); j) Auxílio financeiro para confrades e pessoas carentes.




NOTA AO ANO DE 1939 CONFORME ATAS DO GEAP DE 1939:



Em outubro de 1928 o Grupo Espírita Auxiliadores dos Pobres solicita e é concedida a sua filiação a FEB, revogada nos anos 30 com o surgimento da Federação Espírita Cearense fundada pelos integrantes do Centro Espírita Cearense.

Durante o mandato de Manoel Coelho Freire (1938/39), José Borges dos Santos sugere a transformação do “Grupo” em uma entidade agregadora e unificadora do movimento espírita do Estado do Ceará, cujo título seria FEDERAÇÃO ESPÍRITA CEARENSE. Entretanto os demais membros da diretoria e representantes dos Centros Espíritas preferem adiar esta decisão para um momento futuro, quando estivessem mais amadurecidos.

No final dos anos 30 apesar do GEAP ter a adesão dos demais centros espíritas de Fortaleza em torno de um trabalho comum, o Centro Espírita Cearense transformara-se em Federação Espírita Cearense com o intuito de agregar os centros e constitui-se o representante da FEB no Ceará. Em face do inopinado acontecimento o qual o GEAP já se preparava para tal feito conforme registro em atas oficiais, a diretoria resolve então fundar a Confederação Espírita Cearense, oficializando assim a sua postura de vanguarda na formulação do Movimento Espírita do Ceará.

Em decorrência de o Centro Espírita Cearense tomar a frente da idéia já esposada pelo GEAP e que se intitulou Federação Espírita Cearense, em 1939 a direção do GEAP decidiram organizar a Confederação Espírita Cearense, novel entidade que instalaria sua administração na sede do GEAP e tendo como seu presidente o mesmo do GEAP, que acumularia as funções de gestor em âmbito interno das atividades de Casa Espírita e externo das atividades relativas ao movimento espírita. Convém, entretanto ressaltar, que ambas as casas Confederação e Federação mantiveram um estreito contato em clima de respeito mútuo e com elevado espírito de fraternidade.

Em 1939, a Confederação solicita sua filiação a FEB que faz exigências as quais a Confederação não aceita. A época existia uma organização federativa denominada Liga Espírita do Brasil com sede no Rio de Janeiro que passou a exercer uma nova opção para as sociedades espíritas dispersas pelo Brasil. Foi quando a Confederação solicitou e conseguiu sua adesão a Liga no ano de 1942.

















Pesquisa elaborada por: 
André Luiz Bezerra Borges dos Santos

Créditos das imagens:
Arquivo Pessoal
Arquivo GEAP
Memórias do Espiritismo, Luciano Klein Filho
Web: Google

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DR. EDSON QUEIROZ E AS CIRURGIAS ESPIRITUAIS EM FORTALEZA

ESPIRITISMO E O ISLAMISMO - PARTE 1

NOTÁVEIS ROMANCES ESPÍRITAS - JORMESP 2016