A CONFEDERAÇÃO ESPÍRITA CEARENSE - 1940/45

CRONOLOGIA ILUSTRADA DO GEAP

1940 - 1945
Praça do Ferreira nos inícios dos anos 40

1940
No dia 1 de Janeiro ocorre a sessão solene de inauguração do novo salão e dependências da Confederação, sob a comissão de construção presidida por José Borges.

O Centro Espírita Jesus Nazareno passa a integrar a Confederação em 11 de fevereiro.

No dia 25 de fevereiro a Confederação designa Júlio Maciel (foto) como sócio correspondente assegurando a comunicação com as atividades espíritas na cidade de Icó.

No dia 21 de abril o Grupo Espírita Aurora Redentora passa a funcionar provisoriamente na sede da Confederação por solicitação de José Borges as quartas e sextas para curas de obsessão.

Laura Salgado, parteira diplomada, presta serviços de partos na Confederação.

Em abril é fundado o Centro Familiar Trabalhadores da Última Hora que se filia a Confederação.

Em maio o Centro Espírita João Batista (fundado no dia 19 de março) é mais um filiado.

Em 23 de junho o Centro Espírita Paulo, o Apóstolo torna-se filiado a Confederação.

No dia 11 de agosto o Dr. Carlos Furtado Lôbo passa a representar a Confederação como correspondente junto a Federação Espírita Brasileira e a Liga Espírita do Brasil no Rio de Janeiro.

No dia 8 de setembro José Borges e Manoel Anselmo da Silva fundam o Grupo Espírita O Bom Samaritano no bairro Joaquim Távora.

Paschoal Silva Leite (representante da Confederação na Federação Espírita Cearense) institui em nome da Confederação a Semana Kardecista (precursora da Semana Espírita) a partir do dia 26 de setembro promovendo palestras doutrinárias em diversos Centros Espíritas.

Manoel Alves Dantas representa a Confederação no Centro Espírita Caminheiros do Bem.
 
A década encerrou-se com a reforma do Código Penal, que deixou de criminalizar explicitamente a prática do Espiritismo (1940).
1941
Em Janeiro, José Bezerra Filho representa a Confederação no Congresso Espírita do Pará.

Stefânia Bezerra Rocha (foto) a convite de José Borges profere uma conferência na Confederação no dia 14 de janeiro.

No dia 16 de janeiro é fundado o Centro Espírita Camille Flammarion que se faz representar na pessoa de Antônio Izaías de Jesus no dia 26 de janeiro na reunião ordinária da Confederação. Em face da intensa movimentação de comissões da Confederação junto às sociedades espíritas da época, Joaquim Manoel de Carvalho em 26 de janeiro propõe a fundação da Caixa de Representação e Propaganda da Confederação, que é aceito oficialmente.

No dia 9 de fevereiro, o Capitão Justino Lopes da Cunha apresenta o estatuto da Caixa de Divulgação e Propaganda que passa a funcionar em 23 de fevereiro.

O Centro Espírita Jesus Nosso Mestre fundado em 9 de fevereiro de 1941 (funcionava na rua Pe. Mororó, 2324) passa a integrar a Confederação em 9 de março.

Moura Amazonas detento na antiga cadeia pública de Fortaleza envia uma carta a Confederação rogando preces em seu benefício, pois seria submetido a julgamento no dia 26 de março. Uma comissão seria formada para visitação a Moura Amazonas após o julgamento para evitar suscitar a animosidade do clero que poderia prejudicá-lo no julgamento.
NOTA: Idealizada pelo engenheiro Manuel Castro de Gouveia, o prédio da Antiga Cadeia Pública (localiza-se na Rua Senador Pompeu) foi desativado em função da construção do Instituto Penal Paulo Sarasate. O prédio de linhas neo-clássicas foi reformado e passou então a funcionar como Centro de Turismo de Fortaleza, tornando-se sede da Emcetur - Empresa Cearense de Turismo. Além de receber turistas e fornecer informações locais para os viajantes, o centro também abriga o comércio de artesanatos e produtos típicos do local. As celas servem como boxes, oferecendo espaço para que os artesão demonstrem suas peças e, no pavilhão, há espaços culturais: o Museu de Arte Popular e o Museu de Mineralogia.

José Borges comunica a fundação de um novo Centro Espírita A Caminho da Luz que seria filiado a Confederação.

No dia 27 de abril o Dr. João de Freitas, na qualidade de advogado de Moura Amazonas reitera o pedido de preces em benefício da completa absolvição da pena que foi imposta a Moura Amazonas.

No dia 30 de abril é fundado o C.E. Seguidores de Jesus.

Felismina Maria da Conceição, uma das fundadoras do C.E. Pedro, o Apóstolo de Jesus torna-se sócia da Confederação.

Manuel Coelho da Silva é reeleito pela 2a vez consecutiva presidente da Confederação.

José Coelho Maciel representante do C.E. Jesus Nosso Mestre convida a todos para uma solenidade no dia 10 de setembro em homenagem a Antônio Linhares patrono desta sociedade.


No dia 14 de setembro é formada uma comissão de visitação para conforto moral a Moura Amazonas constituída por Manoel Coelho da Silva, Manoel Coelho Freire e José Bezerra.



No dia 12 de outubro, José Borges sugere a filiação da Confederação a Liga Espírita do Brasil e é aprovada na mesma sessão de diretoria.

No dia 2 de dezembro é fundado o Grupo Espírita União e Caridade Francisco de Assis (posteriormente Centro Espírita União e Caridade Francisco de Assis e atualmente Centro Espírita Francisco de Assis) por Olívio Silva (foto) na rua Major facundo próximo a av. Domingos Olímpio (posteriormente, com a doação de um terreno na rua Senador Catunda, o grupo foi instalado definitivamente).


1942
Em janeiro, Manduca Coelho representou a Confederação na Associação de Construtores Civis por ocasião da demonstração de solidariedade em face da atitude agressiva do Japão contra os EUA.

Em fevereiro a Confederação recebe umas carta da esposa de Antonio Alves de Linhares contendo sua idade, data de desencarne, retrato, etc.

No dia 22 de fevereiro o Centro Espírita Antônio Alves de Linhares passa a se fazer presente as reuniões da Confederação.

No dia 21 de abril ocorre a Assembléia Geral Extraordinária que decidiu a filiação a Liga Espírita do Brasil, cujos estatutos foram minuciosamente estudados por uma comissão liderada e referendada pelo Cap. Justino. As sociedades espíritas presentes foram: Auxiliadores dos Pobres, Aurora Redentora, Allan Kardec, Pedro, o Apóstolo de Jesus, José Bonifácio; Amor e Caridade; Deus e fé, Discípulos de Jesus, Joana D’Arc, Liga Leon Denis; Jesus Nazareno, Evilázio Portela, Jesus Nosso Mestre, Antônio Alves de Linhares, Francisco de Assis, João Batista, Bezerra de Menezes, Fé, Esperança e Caridade.

No dia 26 de abril o Grupo Espírita União e Caridade Francisco de Assis pede filiação.

No dia 22 de junho é fundado o C. E. João, o Evangelista.

No dia 12 de julho a Confederação torna-se adesa à Liga Espírita do Brasil.
Deolindo Amorim (foto) assina o Certificado de Adesão conjuntamente com Aurino Barbosa Souto (presidente) e José Augusto Gouveia (1º tesoureiro)





No dia 26 de julho nas solenidades do 14º aniversário de fundação do GEAP o retrato de Antonio Alves de Linhares é colocado no salão de honra da Confederação e neste mesmo dia o Centro Espírita Ubiratan (fundado em 1º de janeiro) torna-se adeso.

No dia 23 de agosto Feliciano propõe prece pela Paz Mundial.

No dia de setembro é transferido o livro de ata de um antigo centro espírita de nome Antonio Aquino para o C.E. Jesus Nazareno.

Até a sessão de 25 de outubro a moeda no Brasil era o réis (que se escrevia como ex.: 2:300$500 e que se lia assim: dois contos trezentos mil e quinhentos réis) e na sessão do dia 8 de novembro a moeda é o cruzeiro (que se escrevia como ex.: Cr$ 2.300,00 e que se lia assim: dois mil e trezentos cruzeiros).
Cruzeiro (Cr$) foi a moeda do Brasil de 1942 a 1967, de 1970 a 1986 e de 1990 a 1993. Sua adoção se deu pela primeira vez em 1942, durante o Estado Novo, na primeira mudança de padrão monetário no país, com o propósito de uniformizar o dinheiro em circulação. Um cruzeiro equivalia a mil réis.
No dia 2 de dezembro o G.E. União e Caridade Francisco de Assis completa um ano de fundação e Olívio Silva torna-se seu representante na Confederação.

1943
Porto de Fortaleza nos anos 40, mais conhecido como Ponte Metálica
Fortaleza abandonaria de vez os últimos costumes da sua “fase francesa” e passaria a ver nos Estados Unidos o novo modelo a ser seguido. Sai o champanhe e entra a coca-cola. A fama do refrigerante era tanta que as moças que namoravam os soldados e oficiais americanos eram apelidadas de "coca-colas". Estima-se que entre os anos de 1943 e 1946, cerca de 50 mil americanos passaram por Fortaleza. Fonte:http://fortalezaantiga.blogspot.com.br/


No dia 1º de janeiro em Assembleia Extraordinária as reuniões doutrinárias do GEAP passam para o horário das 17h30min às 18h30min e as reuniões de diretoria, que ocorre aos domingos, fica das 16h00 as 17h00 horas em decorrência de BLECAUTE em prevenção a prováveis bombardeios a noite por parte de alemães durante a 2ª Grande Guerra. No dia 10 o blecaute é suspenso temporariamente.

Em 14 de fevereiro, o Capitão Justino, lê uma portaria do Chefe de Polícia do Distrito Federal (Rio de Janeiro) adotando severas restrições ao Espiritismo.

No dia 13 de junho a Confederação recebe uma comissão da Federação Espírita Cearense presidida pelo Dr. João de Freitas.

Manuel Coelho da Silva (foto) é reeleito pela 3a vez presidente da Confederação numa solenidade de posse no dia 8 de agosto para o biênio 1943/45.

Em 22 de agosto o Grupo Espírita Antônio de Pádua, em Messejana, adere a Confederação. Nesta mesma data, Maria de Lurdes Gurgel (1ª bibliotecária, reeleita) é a primeira mulher a participar da discussão como diretora.


No dia 14 de setembro o C.E. Ubaldo Tonar de Icó fundado por Júlio Maciel mantém correspondência com a Confederação.

No dia 23 do mês de setembro é fundado o Centro Espírita Ângelo (atualmente na rua Tobias, 88,  Monte Castelo).

No dia 28 de novembro a Sociedade Teosófica de São Paulo propõe a CEC o estabelecimento de intercâmbio para efeito de estudo dos fenômenos espirituais. Apartir desta data a CEC recebe da Sociedade Teosófica, diversas obras que irão constar na biblioteca da Confederação, dentre elas Aos pés do Mestre de Krisnarmuti.

No dia 2 de dezembro é comemorado o 2º ano de fundação do G.E. União e Caridade Francisco de Assis.

1944
No dia 13 de fevereiro, José Alves Filho (foto esquerda) torna-se sócio da CEC por proposta de Luiz Ribeiro Vieira.

No dia 26 de março o G.E. União e Caridade Francisco de Assis transfere sua sede definitiva para a rua Senador Catunda.



Geraldo de Aquino

No dia 9 de abril a biblioteca da CEC passa a denominar-se ANTÔNIO ALVES DE LINHARES por sugestão de Aloísio Severo Peixoto. Na mesma data é constituída uma comissão presidida pelo Capitão Justino para a homenagem póstuma do Dr. João de Freitas da Federação Espírita Cearense.

No dia 28 de maio Geraldo de Aquino (foto direita) é designado para representar a CEC nos eventos da Liga Espírita do Brasil.

No dia 11 de junho Manuel Coelho da Silva institui a UNIÃO DA JUVENTUDE PARA ESTUDO DA MORAL CRISTÃ na CEC/GEAP, tendo por finalidade fomentar a educação do jovem cearense, dentro dos princípios cristãos. Nesta mesma data, às 10 horas da manhã, a jovem Mirian de Abreu Peixoto faz uma breve exposição sobre a importância daquela escola que passara a ser chamada doravante de JUVENTUDE CRISTÃ e recitou o soneto: “Aos Torturados”.
Aos torturados
Espírito Cruz e Souza

Torturados da vida, um passo adiante,
Nos desertos dos áridos caminhos,
Abandonados, trêmulos, sozinhos,
Infelizes na dor a cada instante!

Sobre a luz que vos guia, bruxuleante,
E além dos trilhos de ásperos espinhos,
Fulgem no Além os deslumbrantes ninhos,
Mundos de amor no claro azul distante...

Chorai! que a imensidade inteira chora,
Sonhando a mesma luz e a mesma aurora
Que idealizais chorando nas algemas!

Vibrai no mesmo anseio em que palpita
A alma universal, sonhando, aflita,
As perfeições eternas e supremas!

Cruz e Souza nasceu em Santa Catarina no ano de 1861 e faleceu em 1898, no Estado de Minas. Poeta de emotividade delicada soube, mercê de um simbolismo inconfundível, marcar sua individualidade literária. O soneto acima integra o Parnaso de Além-Túmulo, obra psicografada pelo médium Chico Xavier.
No dia 25 de junho, Joaquim Manoel de Carvalho, representa a CEC na aula inaugural da JUVENTUDE CRISTÃ da Federação Espírita Cearense.

No dia 23 de julho a Federação Espírita Cearense - FEC propõe a organização da UNIÃO ESPÍRITA CEARENSE para congraçamento e união de todas as entidades espíritas do Ceará. A Confederação retirou o apoio por considerar prematura a objetivação desta ideia. O que viria a amadurecer e concretizar-se 7 anos depois.

No dia 13 de agosto, Joaquim Manoel de Carvalho propõe que a sua filha Maria de Lourdes de Carvalho auxilie nas aulas da JUVENTUDE CRISTÃ.

No dia 22 de outubro o C.E. Deus, Amor e Caridade de Acarape filia-se a CEC. Na mesma data em face das pressões da Polícia na Capital Federal no Rio de Janeiro, os Centros Espíritas não poderiam praticar o passe e a água fluidificada como método terapêutico.

No dia 26 de novembro Feliciano comunica a CEC a visita realizada pela polícia que veio especialmente colher informações sobre as atividades da Casa Espírita.

1945
Manoel Coelho da Silva apresenta a carteira nº 68 da Liga Espírita do Brasil que lhe confere autoridade para representar a Confederação em suas atividades.

No dia 25 de fevereiro José Feliciano comunica que representou a CEC nas reuniões do C.E. Seguidores do Bem e C.E. João, o Evangelista.

No dia 25 de março Manduca Coelho pede um afastamento por tempo indeterminado de suas atribuições como Presidente da CEC para viajar ao Rio de Janeiro para tratar de assuntos particulares. Aproveitando a viagem visita a Liga do Brasil. José Borges assume seu lugar até o retorno no dia 27 de maio.

No dia 8 de abril os C.E. Jesus e sua Doutrina e Seguidores de Jesus convidam a CEC para a eleição e posse de suas diretorias.

No dia 22 de abril a FEB convida a CEC para se coligar a mesma sem nenhum compromisso a não ser o de seguir a Doutrina Espírita. A diretoria da CEC deliberou não atender ao pedido de coligação já que era filiada a Liga Espírita do Brasil. A coligação ocorreria 7 anos depois com a fundação da UEC.

O Capitão Justino Lopes da Cunha faz tocante exposição do momento histórico que atravessava a humanidade (Fim do Nazismo com a tomada de Berlim pelos Soviéticos e Americanos) e concita a todos a prece pela paz dos povos.

A Confederação apoia a campanha do bispo de Moura pela emancipação da Igreja do Brasil da Igreja de Roma, fundando a Igreja Brasileira Livre.
Igreja Católica Apostólica Brasileira (ICAB) é uma dissidência da Igreja Católica Apostólica Romana, organizada em 6 de julho de 1945 no Brasil por Dom Carlos Duarte Costa, Bispo Emérito de Botucatu e Bispo Titular de Maura (extinta cidade africana). Fonte: wikipédia
No dia 12 de agosto ocorre a reunião extraordinária da CEC para eleição da nova diretoria. Manoel Coelho da Silva, por motivo imperioso não aceitou a indicação do seu nome para a presidência e sugere o nome de José Borges dos Santos que foi aprovado por unanimidade. Manoel Coelho da Silva assumiu o cargo de tesoureiro.

José Borges dos Santos (foto) é eleito pela 1a vez presidente da Confederação no dia 12 de agosto para o biênio 45/47.

No dia 26 de agosto, Olívio Silva, propõe a divulgação dos princípios espíritas através de um jornal ou revista conforme o exemplo de outros estados. A direção considerou uma excelente sugestão, mas que ficaria para outro momento quando a CEC estivesse mais bem preparada para assumir este encargo. Três anos depois, em 1948, surgiria o primeiro periódico da CEC

O início da gestão de José Borges dos Santos é marcado por uma grande efervescência no sentido de maior progresso para o movimento espírita como se segue: José Mendes propõe a criação de uma Escola de Alfabetização (o que ocorreria no início do ano seguinte); Olívio Silva o periódico e José Borges se empenha para realizar uma grande festa de Natal para crianças pobres. No dia 14 de outubro Antônio Domingo visita o C.E. Maria Madalena representando a CEC E Manoel Dantas o C.E. Ângelo.

No dia 28 de outubro é aprovada a emissão de um telegrama ao Presidente da República Getúlio Vargas para revogar o artigo 284 do Código Penal que atentava contra a liberdade doutrinária. Entretanto, Vargas é deposto em 29 de outubro de 1945 por um movimento militar liderado por Generais que compunham seu próprio ministério, assumindo por três meses José Linhares.




Em 11 de novembro Joaquim Manoel de Carvalho alvitra a ideia de oportunamente se construir uma casa para residência do zelador na sede da CEC, logo disponha de meios. Na mesma data é aprovada uma campanha intitulada “Boa Vontade” para o aumento do quadro de sócios da CEC.

Durante o mês de dezembro o Capitão Ednardo Weyne (foto) ofertou alimentos para o natal das crianças pobres da Confederação.


C.E. Antônio Alves de Linhares aniversaria no dia 23 de dezembro.

No dia 25 ocorreu a grande festa de Natal com convites dirigidos aos centros filiados, maçonaria e outras instituições assistenciais. O salão principal estava ornamentado para o evento.


Pesquisa elaborada por: André Luiz Bezerra Borges dos Santos
Créditos das imagens:
Arquivo Pessoal
Arquivo GEAP
Memórias do Espiritismo, Luciano Klein Filho
Web: Google

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DR. EDSON QUEIROZ E AS CIRURGIAS ESPIRITUAIS EM FORTALEZA

ESPIRITISMO E O ISLAMISMO - PARTE 1

JORMESP NO GRUPO ESPÍRITA AUXILIADORES DOS POBRES